O closet dos sonhos


oficial
Aqui estou eu mais uma semana, mas desta vez um pouco diferente. Isso mesmo, diferente! Porque em vez de falar em moda no sentido de que roupa usar, darei dicas para montar um closet dos sonhos sem gastar muito!

Essa minha ideia iniciou assim que comecei a reforma da minha casa para morar com meu noivo. Armário ??? Não daria certo, afinal a pessoa aqui tem roupa que não acaba mais e, além do mais, teria que dividir o espaço com ele (o noivo rs).

Então, decidimos fazer uma suíte com um closet, só que gastamos mais do que pensávamos na obra e o famoso closet que seria feito com móveis planejados ficou de escanteio e tornou – se um pequeno espaço sem nada.

Eu que sou ansiosa, nervosa e tudo mais, não admitia aquele espaço vazio e muito menos colocar um armário no quarto, pois havia um espaço chamado closet na suite, poxa!

Eu chegava a passar noites pensando no que comprar, corri meu bairro inteiro atrás de araras móveis e nada, o máximo que consegui, foi trocar com a minha mãe a cômoda dela de seis gavetões pela minha de três (já era algo, mas não tudo). Até que um belo dia, conversando com a minha irmã, ela me indicou uma loja no centro da cidade.

 

O mais engraçado é que quando trabalhava no comércio tinha uma senhora que sempre entrava na loja dando um encarte de araras desta mesma loja; ela entrava mil vezes e eu jogava fora, é o destino prega peças que a gente não espera mesmo!

Resolvi não perder tempo e no dia seguinte partimos para as compras!

Chegando lá me senti no paraíso: muitas araras, cabides, banquetas e eu fiquei louca! Foi aí que comecei a visualizar meu tão sonhado closet e o melhor é que ele teria a minha cara!

Então, segue a lista do que comprei:

*4 araras fixas de parede ( a medida vai de acordo com o espaço que você tem disponível );

*4 guinchos de dez pinos ( pendurar cintos, bolsas e bijus. No meu caso foi para pendurar as fardas do marido );

*1 armário aramado de cinco divisórias;

*48 cabides brancos ( lá vende por dúzia ).

Chegando em casa, peguei a furadeira com a broca 8 e saí pregando tudo com aquela animação, só que esqueci de um detalhe : não tenho só roupas, tenho sapatos também e onde guardá-los?!?!?

Foi aí que tive a ideia dos tubos de pvc. Simmmm aqueles canos de vários tamanhos… Aí vocês perguntam: “Como que faz Erika ?!?!?”

Primeiro o material:

*canos de pvc

*serrinha

*tubinho de cola tigre para pvc

*jet da cor que você preferir

*lixa número 10

O primeiro passo é cortar o cano todos com 20 cm. Logo depois, lixe as pontas para não ficar arranhando.

pvc2

Depois pegue o jet e pinte os cubos. Espere secar e comece a acoplar um em cima do outro colando. Para ficar mais fácil, vá colocando em uma caixa de mudança para segurar. Depois de seco é só tirar e colocar no ambiente de preferência.

pvc

Aí vão algumas fotos de várias coisinhas para casa que vocês podem fazer com o cano pvc:

pvc4

pvc3

…e assim fiz um closet gastando menos de R$ 500,00

closet

closet4closet3

Espero que tenham gostado e no próximo post venho com mais dicas de coisas que não tem serventia e podem acabar se transformando em um objeto de desejo para sua casa!

por Érika Viegas

d3a37-erika

Carioca, 3.1 cheia de energia vivendo cada minuto como se fosse o ultimo. Amo moda e vou poder compartilhar um pouquinho desse meu amor com vocês…Espero que gostem!

 

 

 

 


Anúncios

Namoro aos 30


placaAos 30 anos, no meu caso aos 31, você acha que sua vida amorosa já está super estável e que depois de namorar e casar, o próximo passo já está a caminho: um filho! Não, não é bem assim! Pra vida não tem receita de bolo, pois a todo momento nós falhamos, sofremos desilusões e, claro,  também damos a volta por cima, afinal somos seres humanos e os nossos parceiros também são! Comigo foi assim: depois de um relacionamento de 14 anos, lá estava eu, solteira, convicta e cheia de planos de “viver a vida adoidada”. A minha separação não foi traumática e nem sofrida, porque eu não sou dessas de “curtir a fossa”, eu geralmente transformo a fossa em nights, micaretas, viagens, muitas viagens e gargalhadas com as amigas e se você está passando por isso nesse momento: tenha certeza de que esse é o melhor remédio! Aos 30, diferente dos 20, a sua estabilidade financeira e emocional te permitem viver momentos que antes não eram possíveis! Então, aproveite!

parisSó que nem tudo é um mar de rosas e chega uma hora que essa vida frenética cansa. Chega uma hora em que você quer trocar o chopp de sexta por um jantarzinho a dois, a noitada de sábado por uma sessão de cinema, por incrível que pareça, o sambinha de domingo pelo programa do Faustão com seu amor no sofá e aquela sua viagem com as amigas por um passeio romântico, a dois, em Paris! Mas gente, pelo amor de Deus, não deixe sua relação cair na rotina não, então, de vez em quando é bom curtir uma night com seu namorado sim (ai, adoro usar essa palavra). Então, quando essa saudade de ter alguém, que você nem imagina quem seja, bater a sua porta, são algumas as opções: ou você olha pro lado porque o grande amor da sua vida pode ser um colega de trabalho, academia e afins, ou você faz um super marketing pessoal e pede pras suas amigas apresentaram os amigos dos namorados delas, ou você busca alguém nas redes de relacionamento que estão bombando, afinal, vamos usar a tecnologia porque ela está super a nosso favor (nesse sites tem caras de todos os tipos: os que querem algo sério, só sacanagem e há aqueles que são até pra casar). A outra opção é esperar a vida te levar e deixar acontecer! A grande sacada é se permitir! A minha vida é de excessos e, em geral, eu não sou de esperar, eu faço acontecer e te digo que foi incrível, na verdade está sendo! Depois de um fevereiro perfeito, onde pude vivenciar dois extremos na minha vida – o relax de Bonito e a agitação que é o carnaval de Salvador – lá estava eu de volta à realidade e voltei decidida: eu queria alguém pra mim, pra somar, pra compartilhar, pra viver bem! Eu não queria um namorado e sim “O namorado”!

downloadDepois de escutar e ver histórias de sucesso das minhas amigas super próximas na redes de relacionamento eu entrei de cabeça e disse acima que foi incrível pela rapidez com que aconteceu. Me cadastrei num site, comecei uma conversa boa e demonstrei que não estava ali de brincadeira e, além do fator sorte, porque assim como eu, ele queria algo sério, nós permitimos o encontro e a continuidade da relação de maneira concreta!  Nós sabemos que quando os homens querem, eles correm atrás, eles insistem e nós percebemos! Eu sei que estamos no início, se Deus quiser, de uma longa história, mas eu estou tão em paz, tão plena, que é fato de que ele é “O namorado”! Nessa fase da vida tenho percebido que a relação é diferente de antes, é mais madura, é mais cheia de cumplicidade porque, apesar de as pessoas serem egoístas por natureza, aos 30 a gente já bateu tanto a cabeça que cede com mais facilidade para se fazer bem e ao outro também… além disso são tantas histórias, vivências, erros e acertos para compartilhar que assunto é o que não falta e te digo por experiência própria: quando termina o diálogo, é sinal de que a relação está falindo! Outra sensação maravilhosa nesse início é a do frio na barriga e, no início do namoro, isso acontece a todo momento, então nada melhor do que não deixar isso morrer… É uma fase de descobertas que não pode passar em branco!

coracoesEu sei que aos 30 bate um desespero porque o tempo urge, mas gente pelo amor, para investir numa relação nada melhor do que estar apaixonada, envolvida e ter a certeza de que aquela é a pessoa! Não vamos namorar por namorar não e nem por carência, porque senão aquela história que te contei lá em cima de desilusão vem à tona novamente, aí já viu: o ciclo se repete, então para que perder tempo com o cara errado? Para que escolher alguém só porque você não quer estar sozinha? Não! Vamos investir na nossa felicidade! É o que eu tenho feito e olha que está dando muito certo: já fomos ao cinema, já assistimos ao Faustão juntinhos no sofá, ele já provou das minhas especialidades culinárias e adorou! Agora, quem sabe, nosso próximo passo não será: uma viagem a dois? Ai, ai…gente eu to namorando!

por Renata Lopes

20140218-054617.jpgSorrir é o melhor remédio” esse é o meu lema! Carioca, sonhadora e com uns quilinhos a mais, conquistados após os 20 anos e bem aceitos com a chegada dos 30. Não vou ser hipócrita de dizer que isso não me incomoda, mas também sou realista e tento usar o meu “excesso de gostosura” a meu favor, sempre! Aguarde e confie nas dicas “Plus” da coluna! 

 

 

 

 

 

Vamos falar de cabelos?

Pessoas queridas, olha quem está de volta! o/

Vamos falar de cabelos? Afinal, que mulher não ama cuidar deles?  Pois é… eu! Mamãe sempre dizia: “minha filha, você tem sorte de ter cabelo liso, porque senão você estaria ferrada”.  Ai, gente, nunca tive muita paciência para tratamentos, massagens, hidratação e afins… lavo o cabelo diariamente (raiz oleosa), mas meu ritual diário consistia em: água, shampoo, condicionador e… fim! Na verdade hoje não é muito diferente disso, mas fui obrigada a investir um pouco mais em bons produtos para as madeixas. Vou explicar.

Eu sempre usei produtos tipo Pantene… baratinho, cheiroso, tudo de bom! Só que não, né… Minha amiga Gisele Bündchen que me desculpe, mas sabemos que o produto não é dos melhores. Mas meu cabelo parecia tão feliz com Pantene… aliás, ele ficava ajeitadinho com praticamente qualquer produto, até que…

Apesar de liso, meu cabelo faz umas “voltinhas” que eu não gosto (sabe quando a gente coloca a franja atrás da orelha e fica marcado? Besteiras de mulher, eu sei), e por conta disso, de tempos em tempos, eu fazia alguma dessas escovas para ele ficar mais bonitinho. Aliás, fico impressionada com a variedade de escovas “alisabel” que aparecem por aí. Progressiva, inteligente, marroquina, de leite, de chocolate, de algas… nunca sei qual escolher, então explico que só quero tirar essas voltinhas e deixo a escolha a critério do(a) profissional.

E certa vez fui a um salão (conceituado e caro) aqui no Rio, e a “profissional” detonou com meu cabelo! Foi bizarro… meu cabelo ficou opaco, meio grosso, cheio de frizz e pontas espigadas… isso tudo pela bagatela de R$ 490,00… uma tragédia! Até chorei 😦

Mas toda essa história foi para explicar que depois disso eu saí loucamente em busca dos melhores produtos para tentar recuperar meu cabelo… pesquisava na internet e comprava tudo o que me indicavam! E mesmo assim demorou mais de um ano para o meu cabelo voltar ao normal.

foto 1

Selecionei umas fotos para vocês verem a diferença… não encontrei nenhuma foto que mostrasse o real estado do meu cabelo após esse “tratamento”, porque eu aplicava tanta coisa nele que dava uma disfarçada, mas mesmo assim creio que vocês consigam perceber.

(1) Uma semana antes do procedimento. Dá pra ver principalmente o brilho do cabelo.

(2) Um dia após a detonação. Franja espigada, cabelo opaco e vontade de chorar.  😥

(3) Foto recente. Cabelo recuperado, natural e pessoa feliz. Cortei o cabelo recentemente, mas isso é assunto para um próximo post 🙂

Um produto que eu usei na época e amei foi o K-Pak Deep-Penetrating Reconstructor, da JOICO.  Esse produto foi considerado mais de 10 vezes (acho que 13) o melhor reconstrutor do mundo! E isso não foi à toa… ele realmente é maravilhoso!  O cheiro é meio esquisito (me lembra banana), mas quem se importa?

c30d0a617d7b6b76d7e3305b62fb3bdc-420x310

O K-Pak Deep-Penetrating Reconstructor é direcionado a cabelos danificados, quimicamente tratados, alisados, expostos frequentemente a calor etc… ou seja, se seu cabelo está  quebradiço, danificado e/ou com pontas duplas, seja por algum procedimento ou porque algum profissional resolveu ferrar com a sua vida, esse é o produto! Ok, ele não é dos mais baratos (cerca de R$ 110,00 o produto de 150mL), mas se você está desesperada e desiludida com suas madeixas, pode comprar sem medo.

Após esse drama eu passei a investir um pouco mais em produtos para cabelo, e mesmo tendo a raiz oleosa, tenho apostado em produtos mais hidratantes. Continuo não tendo paciência para tratamentos (nem hidratação caseira, que vergonha!), mas dá para manter os cabelos saudáveis mesmo assim. Hoje eu procuro alternar entre produtos… não sei explicar por quê, mas dizem que é bom, então não custa seguir né…

Alguns produtos que uso atualmente:

foto 2

– Shampoo L’oréal Liss Ultime: O cheiro é delicioso e ele deixa o cabelo hidratado sem ficar pesado. Adoro! Preço médio: R$ 87,00 (150mL)

– Shampoo TIGI Self Absorbed: Comprei em uma promoção (adoooro) e me surpreendi com esse shampoo. Ele limpa, refresca, mas sem deixar aspecto ressecado. Preço médio: R$ 57,00 (200mL)

– Condicionador John Frieda Full Repair: esse condicionador é sensacional.  Comprei o shampoo também, que é ótimo, mas no meu cabelo pesou. Recomendo o shampoo para quem tem cabelo seco. Preço médio: R$ 55,00 (250mL)

– Condicionador L’oreal Mythic Oil: Produto que contém “só” 10 óleos… deixa o cabelo super macio! A linha completa tem shampoo, máscara e óleo também. Preço médio: R$ 75,00 (190mL)

Sei que só indiquei produtos carinhos (a maioria eu comprei em promoções, porque eu gosto de coisas boas, mas adoro pagar barato por elas!), mas para quem está precisando dar uma turbinada nas madeixas, vale o investimento!

Uso ainda (quando lembro) o finalizador da marca que eu jamais saberei pronunciar o nome: Bonacure Oil Miracle, da Schwarzkopf (alguém me ensina como fala?!). É perfeito! Tem para cabelos finos e mais espessos… eu uso para cabelos finos, e ele deixa o cabelo leve e super brilhoso, além de ter um cheirinho delicioso.  Também não é baratinho, mas dura uma vida!

E como não podia faltar, há dois produtos baratinhos que eu uso também, e super recomendo! Nunca fui fã dos produtos da Garnier Fructis (sorry, Garnier!), mas se vocês nunca usaram o condicionador Óleo Reparação, usem! A promessa na embalagem é de “efeito cauterização”, e não deixa a desejar. Ele é super concentrado e a embalagem de 400mL custa R$ 9,90. OK, sei que depois dessa ninguém vai comprar os outros produtos que indiquei… Hahaha.  E, por fim, uso também o shampoo Frescor Vitaminado, também da Garnier. Ele é indicado para cabelos oleosos e é super refrescante, sem contar que é baratinho também.

Ufa! Meu poder de síntese hoje estava meio prejudicado… espero que tenham lido e gostado! No próximo post vou falar sobre tamanhos e cortes de cabelo! Beijos e até a próxima!

Por Pri Kurdian

a9be0-pri

Libriana, de bem com a vida e super tranquila com a chegada dos 30. Crise? Por quê? Nada mudou ainda por aqui. Massss… o seguro morreu de velho e é fato que precisamos redobrar os cuidados com a pele, principalmente com nosso lindo rostinho que não está a fim de ser contemplado com as marcas da idade. E aí entra minha contribuição para o blog: dicas de cuidados e produtos para manter nossa pele linda e jovem, e o que não podia faltar: tudo sobre maquiagem de qualidade e a preços acessíveis, para ficarmos ainda mais poderosas e com a autoestima lá em cima!

 

Yes, nós temos bananas!

unnamed (1)

No post de hoje, trago uma receita que é bem simples, express e é a minha preferida: banana assada com sorvete (huumm).

Vocês podem até estar se perguntando: existe receita para fazer banana assada? A resposta é não! Realmente não existe! O procedimento é muito simples. Então, mesmo que você não seja uma cozinheira de mão cheia, vale a pena tentar! Quem sabe você não usa essa delícia para agradar aos seus pequenos, seu namorado, marido ou como sobremesa num jantar em família!

Antes do preparo, precisamos saber que tipo de banana usar e qual é o ponto certo de quando ela está pronta. Então, resolvi reunir meus conhecimentos culinários a uma pesquisa básica e descobri informações mega importantes. Você sabia, por exemplo, que no Brasil, encontramos 5 tipos de bananas?

São os seguintes:

Banana d’água (conhecida também como nanica): com polpa doce, macia, e
casca fina e de cor amarelo-esverdeada.

Banana Prata: menos doce e mais consistente que a nanica,  é bastante indicada para fritar.

Banana da terra: maior entre as variedades, com casca amarelo-escuro e grandes manchas pretas, ideal para assar ou fritar.

Banana maçã: é pequena, de casca fina, amarelo-clara. Graças ao seu sabor doce e forte é  muito apreciada para ser ingerida sozinha, in natura, ou acompanhada de aveia ou farinhas enriquecidas.

Banana ouro: menor entre todas, também tem casca fina, polpa doce e sabor muito agradável

#ficaadica: quando for comprar a banana, o ideal é que a fruta esteja firme e livre de machucados e partes moles. Se não for consumida de imediato, opte pelas ligeiramente verdes e para retardar o amadurecimento compre em penca, pois se tiver destacada, a fruta amadurece mais depressa.

unnamedPara a  banana assada, sempre faço com banana d’água madura. Coloco para assar numa forma, pois ela solta bastante água quando está no forno, se fizer sem a forma vai sujar bastante o forno e o que queremos é uma receita rápida e que não dê muito trabalho, inclusive na hora de limpar.

Quando a casca da banana estiver escura, que em geral ocorre em aproximadamente 20 minutos, vire a banana para que o outro lado asse igualmente, quando a casca estiver solta da banana é sinal de que a banana já está cozida.

Retire a banana sem casca, coloque num prato e polvilhe açúcar misturado com canela a gosto e acrescente o sorvete, eu prefiro o sabor creme.  Depois é só aproveitar essa maravilha que mistura o quente com o gelado.

 

por Flávia Reis

flavia

 

30 anos, carioca, formada em estatística, solteira, chocólatra e praticante de Pilates. Adoro bater uma perna no shopping ou no Saara com as amigas. Fazer gostosuras na cozinha, especialmente doces, é um dos meus maiores prazeres. Para mim, cozinhar é terapia!