Namoro aos 30


placaAos 30 anos, no meu caso aos 31, você acha que sua vida amorosa já está super estável e que depois de namorar e casar, o próximo passo já está a caminho: um filho! Não, não é bem assim! Pra vida não tem receita de bolo, pois a todo momento nós falhamos, sofremos desilusões e, claro,  também damos a volta por cima, afinal somos seres humanos e os nossos parceiros também são! Comigo foi assim: depois de um relacionamento de 14 anos, lá estava eu, solteira, convicta e cheia de planos de “viver a vida adoidada”. A minha separação não foi traumática e nem sofrida, porque eu não sou dessas de “curtir a fossa”, eu geralmente transformo a fossa em nights, micaretas, viagens, muitas viagens e gargalhadas com as amigas e se você está passando por isso nesse momento: tenha certeza de que esse é o melhor remédio! Aos 30, diferente dos 20, a sua estabilidade financeira e emocional te permitem viver momentos que antes não eram possíveis! Então, aproveite!

parisSó que nem tudo é um mar de rosas e chega uma hora que essa vida frenética cansa. Chega uma hora em que você quer trocar o chopp de sexta por um jantarzinho a dois, a noitada de sábado por uma sessão de cinema, por incrível que pareça, o sambinha de domingo pelo programa do Faustão com seu amor no sofá e aquela sua viagem com as amigas por um passeio romântico, a dois, em Paris! Mas gente, pelo amor de Deus, não deixe sua relação cair na rotina não, então, de vez em quando é bom curtir uma night com seu namorado sim (ai, adoro usar essa palavra). Então, quando essa saudade de ter alguém, que você nem imagina quem seja, bater a sua porta, são algumas as opções: ou você olha pro lado porque o grande amor da sua vida pode ser um colega de trabalho, academia e afins, ou você faz um super marketing pessoal e pede pras suas amigas apresentaram os amigos dos namorados delas, ou você busca alguém nas redes de relacionamento que estão bombando, afinal, vamos usar a tecnologia porque ela está super a nosso favor (nesse sites tem caras de todos os tipos: os que querem algo sério, só sacanagem e há aqueles que são até pra casar). A outra opção é esperar a vida te levar e deixar acontecer! A grande sacada é se permitir! A minha vida é de excessos e, em geral, eu não sou de esperar, eu faço acontecer e te digo que foi incrível, na verdade está sendo! Depois de um fevereiro perfeito, onde pude vivenciar dois extremos na minha vida – o relax de Bonito e a agitação que é o carnaval de Salvador – lá estava eu de volta à realidade e voltei decidida: eu queria alguém pra mim, pra somar, pra compartilhar, pra viver bem! Eu não queria um namorado e sim “O namorado”!

downloadDepois de escutar e ver histórias de sucesso das minhas amigas super próximas na redes de relacionamento eu entrei de cabeça e disse acima que foi incrível pela rapidez com que aconteceu. Me cadastrei num site, comecei uma conversa boa e demonstrei que não estava ali de brincadeira e, além do fator sorte, porque assim como eu, ele queria algo sério, nós permitimos o encontro e a continuidade da relação de maneira concreta!  Nós sabemos que quando os homens querem, eles correm atrás, eles insistem e nós percebemos! Eu sei que estamos no início, se Deus quiser, de uma longa história, mas eu estou tão em paz, tão plena, que é fato de que ele é “O namorado”! Nessa fase da vida tenho percebido que a relação é diferente de antes, é mais madura, é mais cheia de cumplicidade porque, apesar de as pessoas serem egoístas por natureza, aos 30 a gente já bateu tanto a cabeça que cede com mais facilidade para se fazer bem e ao outro também… além disso são tantas histórias, vivências, erros e acertos para compartilhar que assunto é o que não falta e te digo por experiência própria: quando termina o diálogo, é sinal de que a relação está falindo! Outra sensação maravilhosa nesse início é a do frio na barriga e, no início do namoro, isso acontece a todo momento, então nada melhor do que não deixar isso morrer… É uma fase de descobertas que não pode passar em branco!

coracoesEu sei que aos 30 bate um desespero porque o tempo urge, mas gente pelo amor, para investir numa relação nada melhor do que estar apaixonada, envolvida e ter a certeza de que aquela é a pessoa! Não vamos namorar por namorar não e nem por carência, porque senão aquela história que te contei lá em cima de desilusão vem à tona novamente, aí já viu: o ciclo se repete, então para que perder tempo com o cara errado? Para que escolher alguém só porque você não quer estar sozinha? Não! Vamos investir na nossa felicidade! É o que eu tenho feito e olha que está dando muito certo: já fomos ao cinema, já assistimos ao Faustão juntinhos no sofá, ele já provou das minhas especialidades culinárias e adorou! Agora, quem sabe, nosso próximo passo não será: uma viagem a dois? Ai, ai…gente eu to namorando!

por Renata Lopes

20140218-054617.jpgSorrir é o melhor remédio” esse é o meu lema! Carioca, sonhadora e com uns quilinhos a mais, conquistados após os 20 anos e bem aceitos com a chegada dos 30. Não vou ser hipócrita de dizer que isso não me incomoda, mas também sou realista e tento usar o meu “excesso de gostosura” a meu favor, sempre! Aguarde e confie nas dicas “Plus” da coluna! 

 

 

 

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Namoro aos 30

  1. Amiga! Amei! Tb me aventurei na internet qndo cansei de ficar sozinha e conheci mta gente legal e me diverti mto! So q acabei namorando e casando com um colega de trabalho q tava pertinho mas nunca percebi! Bjosss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s