Comidinhas pra torcer pelo Brasil!

fotos_versao1_1Oi pessoal, faltam três dias para o início da Copa do Mundo e, nessa época, os amigos se reúnem para assistir aos jogos do Brasil. É um momento que sempre confraternizamos, não importa o resultado do jogo, ou se entendemos de futebol ou não.

Os brasileiros aproveitam para transformar o evento numa festa em família e com os amigos, então se tem festa, comida não pode faltar!

Por isso, a Renata sugeriu que trouxesse  alguma receita de petisco para esses encontros, e comecei a pensar nos aperitivos que em geral fazemos:

  •  Pipoca – salgada ou doce
  • Pastel – tenho preferência por pastel de queijo, pra mim o melhor queijo pra fazer pastel é o meia cura, é só comprar a massa pronta no mercado.
  •  Salgadinho – esse é mais fácil ainda, tem muita padaria que vende uma variedade de salgados, fritos e assados.
  • Cachorro quente – amo fazer com bastante cebola, hummm
  • Pão de queijo – já mostrei no blog uma receita de bolo de pão de queijo, é uma boa ideia também.

Mas como, dessa vez, eu queria algo diferente,  e obviamente que não desse tanto trabalho, afinal mesmo não sendo grande fã de futebol não quero perder o jogo, neh? Me lembrei de uma lingüiça caramelada que tinha experimentado na casa do meu irmão e da minha cunhada. Foi aí que prontamente a minha cunhada me passou a receita. Fui ao mercado e comprei os ingredientes, que são: meio quilo de lingüiça mineira e 1 garrafa de sidra . Acreditem, é somente isso! Se quiser pode acrescentar pimenta do reino à gosto, mas eu não a utilizei. Eu comprei lingüiça em gominhos, separadas por barbante, então retirei o barbante, separei os gomos e lavei em água corrente.

fotos_versao2_2 Coloquei as linguiças numa panela e acrescentei a sidra em fogo alto até ferver (em torno de 15 minutos), depois de ferver bem, diminuí, coloquei em fogo médio e tampei. Quando o líquido reduziu a metade (em torno de 20 minutos) coloquei em fogo baixo (mínimo) e fui mexendo até caramelizar. Muito cuidado para não queimar, hein! Uma dica bem legal que recebi da minha cunhada é a seguinte: se você quiser pode adiantar a parte do preparo até a redução da sidra, depois pode finalizar em fogo baixo quando estiver perto da hora de servir. Olha, modéstia a parte a lingüiça ficou uma delícia e foi super aprovada! Não esqueça dos pãezinhos fresquinhos ou torradas para acompanhar. Além do petisco, sugiro enfeitar o ambiente do encontro para assistir aos jogos, dá um clima a mais de Copa. fotos_versao2_3 caipifruta#ficacadica: embora eu não beba, para os amigos que gostam, outra coisa que não pode faltar é aquela cerveja gelada. Já  para os adeptos de bebidas quentes, utilizem frutas em alta nessa época, como: morango ou tangerina, para fazer sua caipifruta (com leite condensado), caipsaquê ou caipivodka, vale até misturar dois tipos de frutas, morango com kiwi, por exemplo, dá super certo! O limão, que é o tradicional para a caipirinha, também fica super refrescante! Não tem erro, a receita é simples: misture gelo, açúcar, a bebida de sua escolha e a fruta. O que vale nessas ocasiões é encontrar os amigos e torcer pelo Brasilll, mas não se esqueçam: se beber, não dirijam! 🙂

  por Flávia Reis
 30 anos, carioca, formada em estatística, solteira, chocólatra e praticante de Pilates. Adoro bater uma perna no shopping ou no Saara com as amigas. Fazer gostosuras na cozinha, especialmente doces, é um dos meus maiores prazeres. Para mim, cozinhar é terapia!

Yes, nós temos bananas!

unnamed (1)

No post de hoje, trago uma receita que é bem simples, express e é a minha preferida: banana assada com sorvete (huumm).

Vocês podem até estar se perguntando: existe receita para fazer banana assada? A resposta é não! Realmente não existe! O procedimento é muito simples. Então, mesmo que você não seja uma cozinheira de mão cheia, vale a pena tentar! Quem sabe você não usa essa delícia para agradar aos seus pequenos, seu namorado, marido ou como sobremesa num jantar em família!

Antes do preparo, precisamos saber que tipo de banana usar e qual é o ponto certo de quando ela está pronta. Então, resolvi reunir meus conhecimentos culinários a uma pesquisa básica e descobri informações mega importantes. Você sabia, por exemplo, que no Brasil, encontramos 5 tipos de bananas?

São os seguintes:

Banana d’água (conhecida também como nanica): com polpa doce, macia, e
casca fina e de cor amarelo-esverdeada.

Banana Prata: menos doce e mais consistente que a nanica,  é bastante indicada para fritar.

Banana da terra: maior entre as variedades, com casca amarelo-escuro e grandes manchas pretas, ideal para assar ou fritar.

Banana maçã: é pequena, de casca fina, amarelo-clara. Graças ao seu sabor doce e forte é  muito apreciada para ser ingerida sozinha, in natura, ou acompanhada de aveia ou farinhas enriquecidas.

Banana ouro: menor entre todas, também tem casca fina, polpa doce e sabor muito agradável

#ficaadica: quando for comprar a banana, o ideal é que a fruta esteja firme e livre de machucados e partes moles. Se não for consumida de imediato, opte pelas ligeiramente verdes e para retardar o amadurecimento compre em penca, pois se tiver destacada, a fruta amadurece mais depressa.

unnamedPara a  banana assada, sempre faço com banana d’água madura. Coloco para assar numa forma, pois ela solta bastante água quando está no forno, se fizer sem a forma vai sujar bastante o forno e o que queremos é uma receita rápida e que não dê muito trabalho, inclusive na hora de limpar.

Quando a casca da banana estiver escura, que em geral ocorre em aproximadamente 20 minutos, vire a banana para que o outro lado asse igualmente, quando a casca estiver solta da banana é sinal de que a banana já está cozida.

Retire a banana sem casca, coloque num prato e polvilhe açúcar misturado com canela a gosto e acrescente o sorvete, eu prefiro o sabor creme.  Depois é só aproveitar essa maravilha que mistura o quente com o gelado.

 

por Flávia Reis

flavia

 

30 anos, carioca, formada em estatística, solteira, chocólatra e praticante de Pilates. Adoro bater uma perna no shopping ou no Saara com as amigas. Fazer gostosuras na cozinha, especialmente doces, é um dos meus maiores prazeres. Para mim, cozinhar é terapia!

 

 

 

 


Pão de queijo em formato de bolo

bolo
No post de hoje, estou trazendo uma receita de um bolo que conheci numa viagem que fiz à Pirenópolis – GO. Na pousada onde eu estava hospedada, eles serviam um lanche da tarde e uma das gostosuras era esse quitute, que nada mais é que um pão de queijo em formato de bolo.Quando experimentei,  amei na hora! Foi difícil a gordinha aqui controlar a quantidade de pedaços que comia, olho grande é fogo…rs
 Fiquei tão apaixonada, que ao chegar chegar ao Rio fui direto pro “Google” buscar uma receita pra tentar fazer o prato, achei diversas receitas de bolo de pão de queijo e  logo na primeira tentativa deu super certo (oba!). Resolvi fazer umas melhorias do meu gosto, como adicionar pimenta do reino, pois li que a pimenta na medida certa apura o sabor dos alimentos. Sempre uso em qualquer receita salgada que faço.
A receita do bolo de pão de queijo é a seguinte: No liquidificador coloque 1/2 xícara de óleo, 1 xícara de leite, 3 ovos e bata até formar um creme homogêneo, depois acrescente 100 gramas de queijo parmesão ralado e 100 gramas de queijo mussarela ralada, e torne a bater. Depois tempere com sal e pimenta a gosto.
Separe 3 xícaras de polvilho doce e acrescente o creme e vai mexendo até virar uma massa homogênea. Depois acrescente 1 colher de sopa de fermento em pó. Eu gosto de adicionar orégano a massa, mas é opcional.
Despeje a massa numa forma com furo no meio untada com óleo ou manteiga e enfarinhada com polvilho doce. Salpique um pouco de queijo parmesão ralado em cima da massa. Coloque no forno pré aquecido a 180 graus e deixe por no mínimo 30 minutos, o tempo depende muito do forno.
 bolo2
Você pode comer o bolo quentinho, com manteiga ou requeijão (eu gosto de puro mesmo), também fica uma delícia em temperatura ambiente. Outra ideia é fazer o bolo nas forminhas de quindão pra criançada levar para lanche da escola.
Além de ser uma delícia, a receita é bem fácil e rápida! Tenho certeza de que será um sucesso.

piri

#ficaadica: a culinária goiana é um atrativo à parte! Então, aproveito esse post culinário para recomendar uma visita a Pirenópolis,  uma cidade de Goiás bem próximo a Brasília, que tem muitos encantos naturais para prática de ecoturismo e esporte de aventura como rappel.

piri2Para quem não é muito radical, que é o meu caso, tem cachoeiras mais tranquilas e um artesanato muito bonito, fiquei encantada principalmente com as jóias.
Pirenópolis também é muito conhecida pela Festa do Divino Espirito Santo e Cavalhada, pra quem tiver interesse dê uma olhada no site: www.pirenopolis.com.br.

por Flávia Reis

flavia

30 anos, carioca, formada em estatística, solteira, chocólatra e praticante de Pilates. Adoro bater uma perna no shopping ou no Saara com as amigas. Fazer gostosuras na cozinha, especialmente doces, é um dos meus maiores prazeres. Para mim, cozinhar é terapia!


Natal com sabor de chocolate

natalQuando eu era criança, mesmo com as dificuldades da época, meus pais não deixavam de fazer festinhas no play do prédio para mim e meus irmãos, então eles acabavam nos envolvendo nos preparativos. Digo dificuldades, por não existirem  salões de festas grandiosos e casas especializadas em vendas de artigos. Até hoje me lembro muito bem da montagem dos  saquinhos surpresas na sala de casa e a expectativa da tão sonhada festinha.

Hoje em dia, como reflexo daquela época, gosto de pensar em como decorar o ambiente,  fazer a listagem do que comprar nas lojas especializadas, preparar guloseimas para servir e, em especial, fazer doces, que é um dos meus hobbies.  Isso é  muito legal, porque ajuda à beça na minha criatividade,  já que, em geral, tento me  adaptar ao que o mercado oferece, misturo coisas e o resultado é surpreendente!

Nesse primeiro post, optei por compartilhar com vocês uma dica de  sobremesa prática e deliciosa e um dos meus doces preferidos: a palha italiana. Aproveitem o clima natalino e experimentem a receita pra ocasião. É fácil e não dá muito trabalho para preparar! Vamos lá?

Abra a sua geladeira para ver o que você tem disponível e, se não tiver, coloque na sua lista de compras os seguintes ingredientes:

palha3

2 latas de leite condensado
1 caixa de creme de leite
150 g de chocolate meio amargo ou amargo (equivale a 1 barra de chocolate, quebrar nas divisões da barra)
1 colher de sopa de manteiga ou margarina
1 pacote de biscoito maizena
Açúcar para confeitar

Primeiro quebro o biscoito grosseiramente. Confesso que dessa parte eu não gosto muito, mas quando posso, sempre peço pra alguém fazer, principalmente as crianças que transformam aquele momento em diversão. Depois disso, separo os demais ingredientes, lembrando que antes de abrir a lata de leite condensado e creme de leite limpo as embalagens. Em fogo baixo, derreto a manteiga, acrescento o leite condensado e o chocolate quebrado. Assim que o chocolate incorporar ao leite condensado, acrescento o creme de leite. Depois, mexo a panela até começar a engrossar, desligo o fogo e acrescento o biscoito picado. Para finalizar, despejo a palha em forma ou marinex untada com manteiga e deixo esfriar. Por último, corto a palha e passo no açúcar. Hum, essa é a melhor parte!  Eu prefiro usar o açúcar confeiteiro, mas fica bom com o cristal ou refinado.

#ficaadica: para brigadeiro eu gosto de fazer em panela antiaderente, pois o fundo da panela não queima fácil. Eu tenho uma panela exclusiva para fazer doce, as doceiras especializadas em geral aconselham, mas confesso que faço por capricho, não vejo muita diferença quando faço em outras panelas.

#curiosidade: procurando a origem do doce palha italiana, descobri que se trata de uma versão ítalo-brasileira, porque na Itália o doce similar é conhecido como salame de cioccolato (salame de chocolate, que nada mais é do que chocolate com pedaços de biscoito, modelado no formato de salame). Como todo bom brasileiro culinarista é muito criativo, surgiu então a delícia do nosso brigadeiro unido com biscoito, dando origem a nossa deliciosa palha italiana.

Para incrementar a  mesa natalina, você pode decorar a palha. Nas imagens, têm algumas dicas legais de decoração.

Palha com fitinhas – para a mesa de Natal mescle fitas verdes com vermelhas!
palha 2
Palha na taça com laço vermelho – mais natalino que isso, impossível!
palha
Use e abuse da sua criatividade: tenho certeza de que vai ser só sucesso! 

por Flávia Reis

flavia
30 anos, carioca, formada em estatística, solteira, chocólatra e praticante de Pilates. Adoro bater uma perna no shopping ou no Saara com as amigas. Fazer gostosuras na cozinha, especialmente doces, é um dos meus maiores prazeres. Para mim, cozinhar é terapia!