Sexo durante e após a gestação

Ogestaçãolá meninas! Hoje o assunto também é polêmico! Sempre que rola um papo nas rodinhas de amigas sobre gestação acho que sempre dá vontade de levantar este tema. O problema é que poucas tem coragem para iniciar a conversa ou medo da reação das outras pessoas.

O fato é que durante a gestação nosso corpo passa por inúmeras transformações, sejam hormonais ou físicas. E cada gestação é uma…. não dá para comparar! Algumas mulheres não aguentam nem o cheiro dos maridos e outras que ficam com ainda mais prazer nos companheiros durante esta fase. Em contrapartida, alguns homens não se importam com o estado das mulheres e outros que ficam tão apreensivos que mal conseguem fazer alguma coisa!

Não existe um manual do que vai acontecer e só vivenciando é que saberemos o que é melhor. Conversar sempre com o parceiro e buscar juntos formas de resolver problemas é a melhor solução. O negócio é esquecer um pouquinho o bebê. Assim se perde o receio e se vivencia o momento da melhor forma! Se não tiver nenhum problema, pode-se ter relações até o final da gestação. Minha GO disse que enquanto estivesse bem, podia continuar (oba!!!!). E é bom aproveitar bastante porque quando o bebê nascer……

casalAí vem o resguardo e o todos contando os dias para acabar. Eis que chega o grande dia, tudo preparado, bebê dormindo e tem que ser rápido porque o intervalo das mamadas ainda é pequeno… tudo pronto e na hora H….. o peito vaza, o bebê acorda, surgem os grilos com o corpo recém operado ou simplesmente você ou o marido morrem de medo de estourar os pontos internos da cesárea! Tudo por água abaixo! Fora que a correria não deixa tempo para muitas preliminares e o organismo feminino diminui propositadamente a lubrificação neste período por conta da amamentação… ou seja, em geral, incômodo e mais nervosismo! Aqui em casa, conseguimos driblar isso contando com a ajudinha da família para ficar a Alice. Saímos para jantar e depois para namorar. Não deu para ficar muito tempo fora, mas foi o suficiente para sair um pouco do ambiente doméstico e descontrair. Isso é super importante! Quando não temos a ajuda da família, vale muito a pena arrumar uma baby sitter por umas horinhas. E o baby não vai morrer por isso!

Muitas mulheres se afundam na vida de mãe e esquecem de si mesmas e dos maridos. Isso é muito ruim porque acima de tudo não deixamos de ser mulheres. O sexo faz parte deste contexto! Deixem de lado as preocupações excessivas com o corpo porque na hora os maridos nem reparam as sobrinhas a mais na barriga. Se for preciso comprar um lubrificante, não tenham vergonham e bora pra farmácia! Se for preciso pagar uma baby sitter, bora fazer uma economia e deixar de lado nosso apego exagerado para vivenciar algo que fará bem a toda a família, principalmente para você

Uma dica de empresa legal para baby sitters: “ Cuidar Bem”. Na época da Bia precisei de uma baby sitter mas não conhecia ninguém. Vi a indicação desta empresa e virei fã! Não é barata mas sempre que precisei eles prontamente atenderam e sempre com profissionais confiáveis. Vale a pena!

E vocês como vivenciaram a experiência do sexo na gravidez e no pós parto?

COLUNA “VIDA DE MÃE”por Clara Olivetti

Correndo com as tarefas de casa, trabalho, estudos, marido e filhotas! Ah, e sem esquecer do tempinho para os treinos de luta, unha, cabelo e creminhos. Tudo isso sem babá?  Impossível? Claro que não! Sou a mãe da Bia de 8 anos e da Alice de 6 meses. Vou dar dicas legais que podem ajudar as mamães. Afinal, ser mãe é bom demais!